top of page

Plataforma ALUMIA inova com dados o turismo de Mato Grosso do Sul



A ALUMIA – plataforma de inteligência turística de Mato Grosso do Sul – completa hoje (26 de Agosto) um mês que foi lançada e já demonstra grandes resultados para o turismo. A plataforma se diferencia no mercado por unir dados de fontes oficiais, fontes primárias e Big Data. Ela permite entender o turismo como um todo, isto é, pelo viés da aviação, transporte terrestre, visitação em atrativos, perfil dos visitantes e alojamentos. É uma plataforma completa.


Desenvolvida pela SPRINT Dados, idealizada pela FundturMS (Fundação de Turismo do Mato Grosso do Sul) em parceria com o IPF (Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento Fecomércio) e a Secretaria de Estado de Turismo, Esporte, Cultura e Cidadania do Governo de Mato Grosso do Sul, a plataforma surgiu para desmitificar o entendimento de que os dados são complicados.


A intenção é abastecer os empresários de dados, a fim de fazerem as escolhas certas para o seu negócio, além de permitir uma leitura assertiva dos dados de Mato Grosso do Sul e trazer respostas às duvidas dos empresários na hora de traçar a melhor estratégia, para aproveitar as oportunidades de mercado. A CEO da SPRINT Dados, Rayane Ruas, explica que para ALUMIA existir foi necessário um intenso trabalho de curadoria e seleção de dados.


“As informações têm os diferentes níveis de recortes geográficos: estadual, regional, municipal e nacional. As informações têm diferentes fornecedores de dados. Mesmo o Big Data tem volume intenso de dados que nos permite analisar e compreender um destino. Então, o trabalho da SPRINT foi no sentido de selecionar qual dado traria maior confiabilidade e segurança, que permitisse que os gestores se entendessem e compreendessem na individualidade, mas também que pudessem se comparar como um estado ou como um país”, ressalta Rayane Ruas.


Após um mês que a ALUMIA está disponível para uso e acesso do público em geral, o diretor presidente da FundturMS, Bruno Wendling, faz um balanço dos benefícios, sentidos desde o lançamento. “Estou muito feliz que a ALUMIA, essa ferramenta tão inovadora, já completa um mês. Estamos agora numa fase importante que é a disseminação da plataforma e suas funcionalidades para os gestores e trade sul-mato-grossenses. Vamos também começar a fazer capacitações para que eles possam usar bem a ferramenta, que é o mais importante agora, como ela vai ser usada pelo nosso público e também pelos investidores. A Fundação de Turismo vai usá-la muito para mostrar informações relevantes para investidores e empreendedores de fora do Estado, para aquele que quer instalar novos negócios em MS. A partir do momento que a Alumia começar a gerar cada vez mais informações, tenho certeza que vão melhorar as minhas tomadas de decisão”, frisa.


Diversos painéis da ALUMIA foram atualizados com os dados mais recentes disponibilizados pelas diversas fontes e ainda, novos dados foram inseridos tais como: empresas abertas e fechadas e o perfil do turista de 2023 de Bonito em complementação a série histórica disponibilizada no lançamento. A gerente do Observatur/MS e coordenadora da Alumia, Dra. Danielle Cardoso de Moura, destaca como foi o primeiro mês de implantação e os próximos passos da plataforma. "Estamos numa fase de difusão da ferramenta, apresentando num primeiro momento nas Universidades para os cursos de graduação e pós-graduação de Turismo. Entretanto, entre os meses de outubro e novembro de 2023, estão programados workshops presenciais e híbridos junto a diversos segmentos entre eles: gestão pública, alojamento, agenciamento e transportes, dentre outros atores de modo a demonstrar a aplicabilidade da plataforma no melhor direcionamento dos negócios turísticos. A ideia é nos aproximar daqueles que estão na linha de frente da atividade turística sul-mato-grossense, identificar as lacunas a serem preenchidas rumo a decisões mais assertivas e posicionamento de mercado".


O Governo de Mato Grosso do Sul investiu R$ 1 milhão para tornar a ALUMIA uma realidade. A plataforma é direcionada à gestão pública e privada, onde os dados ajudam gestores, empresários e proprietários de empreendimentos turísticos a melhorarem a gestão e a atratividade do turismo.


Navegue na ALUMIA


A ALUMIA está dividida em 5 módulos que são: Informações Gerais, Aéreo, Motores de Busca, Redes Sociais e Alojamento. Somente o módulo “Informações Gerais” está aberto a todos, porém, para acessar os demais módulos é necessário fazer um cadastro no site alumia.tur.br.


No módulo “Informações Gerais”, tem-se dados de pesquisas primárias de fontes oficiais, do observatório da FundturMS e indicadores turísticos relacionados à demanda geral do Estado. Já no módulo “Aéreo”, encontram-se dados e informações sobre a malha aérea do Estado do Mato Grosso do Sul, como voos ativos, ticket médio, origem e comportamento de compra.


O módulo “Motores de busca” mostra uma evolução de busca no Google por viagens realizadas, apresentando informações a partir de destinos, atrações e principais palavras-chaves. No módulo “Redes Sociais”, é possível compreender o comportamento on line a partir da extração e processamento dos posts e interações em linguagem natural de redes sociais, sites e blogs. Por fim, o módulo “Alojamento” permite a compreensão de como se dá o alojamento no Estado e seus destinos, com métricas de avaliação, preço médio, ocupação, evolução de preços, dentre outras.


Em seu primeiro mês de publicação, a Alumia já recebeu mais de 3400 acessos, e mais de 410 cadastros foram realizados para navegar nos módulos internos que contém o Big Data. Vale lembrar que o acesso aos módulos é totalmente gratuito, condicionado apenas ao cadastro para maior segurança da informação. Saiba mais em www.alumia.tur.br


Por Ascom, SPRINT Dados

Imagem: Vanessa Cardoso

4 visualizações0 comentário
bottom of page