top of page

Turismo Religioso movimenta 340 milhões de pessoas no Brasil e no mundo


Turismo Religioso Brasil
Círio de Nazaré atraiu mais de 2,5 milhões de pessoas até Belém (Pará).

A fé move montanhas e o turismo religioso move milhares de pessoas. Segundo a Organização Mundial do Turismo (OMT) são 340 milhões de turistas no mundo, viajando a lugares sagrados que possuem templos, igrejas, mesquitas, sinagogas e outros locais de culto, a fim de vivenciarem experiências espirituais e religiosas. Os dados apontam, ainda, que as movimentações desses turistas geram uma receita que gira entre 15 e 18 bilhões de euros.


Dados do Ministério do Turismo (MTur) mostram que no Brasil, 18 milhões de viagens são incentivadas pela fé, movimentando cerca de R$15 bilhões anualmente. É importante ressaltar que o turismo religioso estimula os setores de hospedagem, alimentação e transporte. Ocorre, também, que muitos turistas religiosos fazem doações aos locais de culto visitados, o que contribui para a manutenção e expansão desses espaços, fomentando a economia ao gerar empregos e rendas.


No Brasil existem diversos destinos importantes para o turismo religioso e um dos principais destinos é o Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida, localizado em Aparecida do Norte (SP), considerado o maior santuário mariano do mundo, recebendo uma média de 12 milhões de romeiros por ano, segundo o portal Aleteia.


Outro destino religioso no Brasil é a cidade de Belém (PA), que sedia o Círio de Nossa Senhora de Nazaré. Esta celebração católica ocorre sempre no segundo domingo de outubro e movimenta, sozinha, cerca de R$ 32 milhões de reais. Mais de 2,5 milhões de fiéis participam dessa grande romaria, percorrendo algumas ruas da capital paraense.


O Santuário de Padre Cícero, localizado na cidade de Juazeiro do Norte (CE), também atrai fiéis de todo o país em busca de bênçãos e curas milagrosas. Segundo o site G1, em 2019 a estátua de Padre Cícero atraiu 2,5 milhões de visitantes.


Àqueles destinos, acrescenta-se a cidade de Trindade, em Goiás, conhecida pela devoção ao Divino Pai Eterno. Em 2020, de acordo com o site Terra, entre a última sexta-feira de junho e o primeiro domingo de julho, aproximadamente 3 milhões de fiéis peregrinaram até a cidade, durante o período de 10 dias.


No cenário internacional, a cidade de Jerusalém, a cidade do Vaticano e Meca são alguns dos principais destinos de turismo religioso.


A cidade de Jerusalém, em Israel, localizada entre o rio Jordão e o Mar Mediterrâneo, é formada por partes de Israel, Cisjordânia e Jordânia. O nome “Terra Santa” foi escolhido em razão do seu valor histórico para as três grandes religiões monoteístas do mundo (judaísmo, cristianismo e islamismo), sendo considerada uma terra sagrada. Recebe em média 3,6 milhões de turistas por ano.


Sede da Igreja Católica Romana, a cidade do Vaticano, em Roma, é a residência do Papa, chefe supremo da igreja católica. Anualmente, cerca de 6 milhões de turistas visitam o Vaticano para ver o Papa. Além deste objetivo, os turistas também passam pela Praça São Pedro e pela Basílica.


A cidade de Meca, localizada na Arábia Saudita, é o local de peregrinação para os muçulmanos, e considerada a cidade de nascimento do profeta Maomé, fundador da religião. Milhares de muçulmanos peregrinam todos os anos até aquele lugar sagrado. Segundo o Alcorão, todo muçulmano (xiitas e sunitas) deve viajar a Meca ao menos uma vez na vida. Dados do site conhecimento científico mostram que anualmente 13 milhões de muçulmanos visitam Meca.


Por Ascom, Sprint Dados




343 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page