top of page

Geração De Transição, por Amy Webb

Atualizado: 30 de abr.

A futurista Amy Webb é renomada mundialmente por sua visão perspicaz sobre o futuro, e sua 17ª edição do relatório de tendências não decepcionou, apresentando quase mil páginas repletas de cenários, possibilidades e análises intrigantes.



Entre todas as ideias e previsões, uma se destacou: a formação da "Gen T" ou, em outras palavras, a Geração de Transição.


Coletivamente, todos nós estamos passando por uma coisa importante agora, o que faz de nós a geração T. Nós somos a geração da transição. Todas as pessoas que estão vivas hoje, cada um de vocês, faz parte de uma grande transição, o que significa que a nossa sociedade será muito diferente quando essa transição estiver completa”, explicou Webb.

Em um mundo permeado por mudanças rápidas e incertezas crescentes, Amy Webb nos convida a refletir sobre a condição das gerações atuais, que vivem na ansiedade do que está por vir. Essa ansiedade, tanto em nível pessoal quanto societal, tem gerado um fenômeno novo denominado FUD (Fear, Uncertainty and Doubt - Medo, Incerteza e Dúvida), paralisando líderes e indivíduos diante da incerteza do futuro.


A preocupação coletiva com os desafios globais e o futuro do trabalho nos coloca no epicentro das grandes mudanças. Independentemente da faixa etária ou geração, todos compartilhamos a condição de estarmos imersos em uma transformação tecnológica sem precedentes. Essa é a essência da "Gen T".


Em meio a essa era de mudanças profundas e rápidas, surgem questões cruciais: quem deve decidir os rumos dessa transição? Como podemos garantir que a tecnologia beneficie a sociedade como um todo e não apenas alguns poucos privilegiados? Amy Webb sugere que todos nós, como membros da Geração T, temos um papel ativo nessa transição. Precisamos nos unir e colaborar para moldar o futuro de forma positiva.


Ao analisar tendências de longo prazo e transformações profundas, Amy Webb destaca a importância de olhar para além das modas passageiras e focar nas mudanças que realmente importam. O efeito FUD pode ser paralisador, mas reconhecer nossa condição como a Geração T nos capacita a enfrentar os desafios com coragem e determinação.


Neste cenário de mudanças aceleradas, Amy Webb defende a criação de Ministérios da Transição, tanto a nível nacional quanto global, para lidar de forma estruturada e eficaz com os desafios que se avizinham. Afinal, estamos todos juntos nessa jornada de transformação.


Por fim, estamos diante de uma era de transição tecnológica sem precedentes, mas também de oportunidades inigualáveis. Cabe a nós, como membros da Geração T, aproveitar essa oportunidade para moldar um futuro melhor para todos. Como Amy Webb ressalta, o super ciclo da tecnologia está em pleno curso, e temos o poder de direcionar seu impacto de maneira positiva. Somos a Geração T, somos a geração da transição, e juntos podemos enfrentar e superar os desafios que estão por vir.


É necessário estar em constante atualização, em busca de conhecimento e principalmente acompanhando as transformações diárias, para nos manter competitivos e sempre a frente nos negócios. Um desafio e tanto, que só é possível com apoio de profissionais qualificados.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page