top of page

Carnaval: a festa que movimenta bilhões

Atualizado: 29 de jul. de 2023



O Carnaval é uma das datas mais esperadas por diversos foliões e empresários no calendário turístico brasileiro. Marcada por blocos de rua, trios elétricos , desfiles de escola de samba e eventos em clubes, a celebração que para muitos dura mais que 4 dias é uma verdadeira comemoração nacional e movimentando bilhões de reais a cada ano.


Conforme projeta a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o setor de turismo movimentou mais de R$ 8 bilhões no Brasil durante o Carnaval em 2023.

Nesse ano, a expectativa é que o montante seja o segundo maior em 11 anos, ficando atrás somente de 2020, ano em que o volume das atividades chegou a R$ 8,47 bilhões. Segundo o MTur, após dois anos suspensas, as festividades movimentaram cerca de 46 milhões de pessoas nos tradicionais destinos carnavalescos do país em 2023.

Só no estado de São Paulo, a prefeitura estimou um público de 15 milhões de pessoas curtindo a folia nas ruas da cidade durante esses dias, e no Rio de Janeiro (RJ), a Riotur previu 5 milhões de foliões entre os bloquinhos de rua e o desfile no sambódromo. Já em Salvador (BA), a Secretaria de Turismo Municipal estimou só de turistas cerca de 800 mil pessoas e, em Recife (PE), terra do Galo da Madrugada, a prefeitura estimou 2 milhões de pessoas, entre turistas e moradores.


Toda essa movimentação de foliões pelas cidades é benéfica em especial para o setor hoteleiro. Em Fortaleza, capital do Ceará, por exemplo, a projeção feita pelos hotéis foi de ocupação de 80% dos quartos disponíveis. Em João Pessoa (PB), a prefeitura afirma que o índice pode ter chegado a 75% no período. A cidade Olinda (PE) no início de fevereiro já estava com quase 100% de ocupação e a capital do estado, Recife, com números acima dos 90%. Quem também registrou alta demanda na rede hoteleira foi a cidade de Salvador, com 95%, e a capital do Rio de Janeiro que também já no início de fevereiro aproximou-se da sua lotação máxima no Carnaval.


Com isso, é essencial entendermos que a festa que envolve fantasias, confetes, e muitas viagens faz com que não somente foliões abram alas, mas também empreendedores testem suas ideias e negócios de forma produtiva, aproveitando essa época do ano para gerar lucro.


Pensando nisso, como forma de maximizar os lucros que podem ser gerados nessa e em outras épocas festivas do ano, os gestores podem elaborar estratégias específicas, como:


Trace um perfil do consumidor

Conhecer o perfil do público é essencial para direcionar campanhas de carnaval, seja para a pessoa que aproveita as festas 24h durante os 4 dias na própria cidade, aquela que marca de viajar ou que prefere descansar em casa.


Por meio dessa análise é possível extrair essas informações e segmentar campanhas.


Promoções e gatilhos mentais

Tendo o perfil do público traçado é possível criar promoções exclusivas e direcionadas, assim, é plausível utilizar gatilhos mentais para essas pessoas, melhorando as estratégias. Alguns gatilhos trazem para o expectador a sensação de urgência , o que pode gerar volume de consumo para os mais imediatistas.



Nichos diferenciados

Pensando no período carnavalesco, há diversos nichos que podem ser explorados, tomando como, por exemplo, interesses, estilo de vida, intenção de compra e afinidades direcionando ofertas segmentadas a taxa de sucesso no comércio é muito mais expressiva.


57 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page